Tecnologia de impressão nanográfica – um novo começo para o digital?

outubro 19, 2017 por na categoria Mercado gráfico com 0 e 0
Home > Blog > Mercado gráfico > Tecnologia de impressão nanográfica – um novo começo para o digital?

Entrevista traduzida de http://narrowwebtech.com/narrowwebtech/nanographic-printing-technology-a-new-beginning-for-digital/

 

A demanda por impressão digital continua a crescer, e os fabricantes de tecnologia estão voltando seus olhos cada vez mais para o crescente mercado de impressão de embalagens. O editor da NarrowWebTech, Nick Coombes, falou exclusivamente com Gilad Tzori, vice-presidente de estratégia de produto da Landa Digital Printing, sobre os últimos desenvolvimentos em tecnologia de impressão nanográfica.

Para aqueles que não estão familiarizados com a impressão nanográfica, sintetize a tecnologia e explique como ela funciona.

 

Gilad Tzori: O processo de impressão nanográfica é baseado em Landa NanoInk, uma tinta à base de água com nano-pigmentos que medem dezenas de nanômetros de diâmetro. O processo começa com a ejeção de bilhões de gotas de tinta sobre uma blanqueta de transporte aquecida. Cada linha de ejetores de tinta adiciona um corante diferente (CMYK ou CMYKOVG).

À medida que a água se evapora, as gotículas se achatam e se misturam para criar uma película polimérica ultra fina e seca. A imagem de cor de 500 nm de espessura, a mais fina de qualquer processo de impressão, é então transferida da blanqueta para o substrato, formando uma camada laminada resistente à abrasão que combina com o brilho do papel e produz pontos excepcionalmente redondos com bordas super afiadas e alto brilho de fidelidade ao substrato.

Ao contrário das tintas em outros processos de impressão, as gotículas Landa NanoInk utilizadas no processo de impressão nanográfica não penetram sob a superfície do substrato. Como resultado, elas criam uma imagem colorida extremamente nítida e vívida em papel, plásticos ou filmes de embalagem. Sem requisitos de pré-tratamento ou pós-secagem, a saída impressa pode ser imediatamente processada.

 

Quais são as vantagens da nano impressão sobre as tecnologias existentes de toner e jato de tinta?

Gilad Tzori: O processo de impressão nanográfica tem uma série de vantagens fundamentais em relação às tecnologias de impressão existentes. Primeiro, é o uso de nano-pigmentos, que são excelentes absorventes de luz que permitem uma gama de cores 15% maior que as tecnologias alternativas. Em segundo lugar, as cores brilhantes fornecidas pelo uso de nano-pigmentos permitem que a nanografia crie imagens que sejam 2-10 vezes mais finas do que outros processos e usam pigmentos significativamente menos dispendiosos. Em terceiro lugar, a tinta é seca e formada antes de ser transferida para o substrato, permitindo que a nanografia imprima em qualquer substrato e com uma cobertura de tinta muito alta sem causar rugas ou outros problemas. Finalmente, outra vantagem da transferência a seco é que a nitidez e a precisão da cor são praticamente não afetadas pelo substrato.

 

Uma das críticas à tecnologia digital existente é o custo de uso, porque os consumíveis são caros – como a impressão nano responde a isso?

Gilad Tzori: O processo de impressão nanográfica oferece a capacidade de produzir o menor custo por página de todas as tecnologias de impressão digital como resultado da combinação do processo Landa NanoInk, Nanografia e a produtividade de nossas impressoras nanográficas. As imagens Landa NanoInk absorvem a luz de forma mais eficiente do que as imagens convencionais e são laminadas sobre o substrato sem penetrá-lo. Isso permite que tais imagens tenham apenas cerca de 500nm de espessura. Imagens mais finas utilizam menos material para produzir – o que significa menor custo. O processo Nanográfico usa água, mas, ao contrário do jato de tinta à base de água, não requer papel especial ou revestimentos especiais caros. Ao contrário de outros processos digitais, como a eletrofotografia, ele imprime em qualquer papel comum sem pré-tratamento.

As impressoras Nanográficas Landa S10 são até cinco vezes mais produtivas do que outras impressoras digitais, pois imprimem folhas de formato grande, B1 (1050 mm / 41 “) a 6500 folhas / hora enquanto outras impressoras digitais usam folhas B2 (736 mm / 29” ) ou menor, e imprimem em uma velocidade muito mais lenta.

Adicionar comentário

© 2017 Todos os direitos reservados - Metalgamica Produtos Gráficos Ltda ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação

%d blogueiros gostam disto: